Flá @ 21:21

Qua, 21/01/09

 

           Refina-me os sentidos. Muda a música. Diminui o som. Prova o beijo que te dou pela manhã ao entrar no carro, pousa a mão no meu joelho, bate-lhe, levemente, ao som da música, enquanto comentamos as noticias que vêm na capa do jornal que já trago comigo. Estaciona na encosta do jardim onde não pagas estacionamento. Dá-me um último beijo antes de sairmos.
Escolhe o andar enquanto aproveito o espelho para compor o cabelo. Apanha-me distraída. Morde-me o ombro. Volta-me para ti, encosta-me à parede espelhada do elevador, beija-me enquanto metes a mão dentro da minha camisola e me arranhas as costas. Provoca-me a respiração. Porta-te bem, vamos sair.
Já não há redenção possível. Subimos a rua com passos apressados, pelo caminho cruzamo-nos com a senhora da barba por fazer, como de costume, na nossa cumplicidade, olhamo-nos e sorrimos. Fechamos a porta sem estrondo. Na entrada largamos tudo o que nos acompanhava. De mão dada e sem percebermos quem puxa quem vamos até ao quarto.
Espero que tenhas muita roupa vestida, para que nos possamos ferir, calmamente, por cada peça de roupa que salta fora. Vou resmungar para me encostares à parede. Já sem roupa, posso sentir as tuas mãos percorrerem-me o corpo de forma firme e exacta. Consigo sentir a dormência dos teus dedos.
Vemos, então, a vergonha dissolver-se, como um comprimido efervescente que dá ao corpo o sossego que ele implora… permitimos aos nossos corpos que deixem os lençóis amarfanhados. Vais sentir as minhas unhas vermelhas passearem, levemente, nas tuas costas fazendo-te contorcer. Sem que te apercebas vendo-te os olhos. Visto a tua camisa, as minhas meias de ligas. Só as tuas mãos me vêem. Travamos uma lutazinha. Queres mandar a venda fora. Não posso permitir. Os meus lábios percorrem todo o teu corpo obrigando-te a soltar ligeiros gemidos, não te deixando outra hipótese respiratória que não ofegares. Chamas-me com uma voz sumida...é altura de mandar a venda fora.
Que fazes do meu corpo assim despido? Que fazes das sardas e do cabelo solto que chega ao meio das costas? Que fazes do meu cheiro doce e da minha presença física despida? Olhamo-nos nos olhos. Assentimos o momento seguinte. Depois, quando os nossos corpos nus não aguentarem mais ferir-se de prazer vamos adormecer enroscados e abraçadinhos. Refinas-me os sentidos.



Artemisa @ 16:47

Qua, 28/01/09

 

Tá tão... !!!!...

Gostei muito, muito, muito!

Posso favoritar? :)

Um beijinho*

(Eras/És a Princesa do Just Say Something, né?)


Flá @ 17:22

Qua, 28/01/09

 

Olá Artemisa,

Claro que podes favoritar ^^

Obrigada pela visita e comentário.

Beijinho**

(sim, sou a Princesa do JSS)


Sílvia @ 18:28

Qua, 28/01/09

 

Texto simplesmente fantástico.
Parabéns pelo destaque, e espero que te andes a dar bem com o template :)


Flá @ 20:09

Qua, 28/01/09

 

Olá Sílvia , salvadora da pátria,

Eu ando a dar-me bem com o template mas hoje alguém, e, apenas hoje, se queixou dele....enfim nunca será fácil agradar a todos. Estou sempre aberta a novas sugestões, mas independentemente de tudo, gosto bastante deste template .

Estou-te, ainda hoje, muito grata pelo favor que me fizeste. Obridaga por tudo (template , visita, comentário, elogio e "felicitações").

beijinho**

Crédito Pessoal @ 21:25

Qua, 28/01/09

 

Ora aqui está um bellisimo blog que perdi de vista durante tanto tempo :)


Flá @ 22:01

Qua, 28/01/09

 

Obvio que a noção de tanto tempo é sempre pessoal e por isso indiscutível .ainda assim este belíssimo blog" tem apenas 1 mês de existência e gostaria de lhe dizer que esse tempo todo não me parece "tanto tempo"...

Obrigada pela visita (sempre tão assídua e atenta)...


Lara @ 09:22

Qui, 29/01/09

 

bem fantastico.completamente.


Flá @ 12:42

Qui, 29/01/09

 

Obrigada pelo comentário, sê bem vinda.


FruttiTutti @ 02:54

Dom, 01/02/09

 

Soberbo :)

um beijinho*


Flá @ 22:45

Seg, 02/03/09

 

Olá FruttiTutti,

Obrigada pelo comentário ^^


Maria João Brito de Sousa @ 14:12

Seg, 09/02/09

 

Princesinha, desculpa a pressa mas o Poeta já está em livro! Passa no meu blog e vê!
Beijinhos!
I guess I`m gonna go nuts!!!


Flá @ 22:49

Seg, 02/03/09

 

Querida Maria João

Fico imensamente feliz por ter conseguido publicar os seus poemas. Palavra.

Muitos parabéns.

Irei visitá-la calmamente em breve.

Beijinho enorme


Maria João Brito de Sousa @ 23:07

Seg, 02/03/09

 

Obrigada Princesa. Calma e serenamente , também, estou prestes a deixar a blogosfera.Deixo o poetaporkedeusker por conta da editora e, se puder, um dia volto.


daplanicie @ 17:54

Qua, 25/02/09

 

Que post maravilhoso!! Fiquei sem palavras..
Beijinhos


Flá @ 22:51

Seg, 02/03/09

 

Mais uma vez que agradeço toda a simpatia. Por nunca se esquecer de me visitar e comentar. Muito obrigada. Já lá vão quase quase dois anos.

Beijinho**


Maria João Brito de Sousa @ 13:10

Sab, 14/03/09

 

Olá Princesinha. Tens um desafio poético e um prémio no http://premiosemedalhas.blogs.sapo.pt/
Um grande, grande abraço. :)

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


favorito

Uncensored

Pesquisar