Flá @ 22:04

Dom, 22/03/09

 

           Sem perguntas. Sem largar sorrisos. Sonhos. Sem largar as mãos. Sem olhar para trás. Sem esquecer o que está para trás. Segue-me.
Sem te preocupares com os botões despregados. Com as calças sujas. Com o casaco surrado. Com a sopa para comer ao jantar. Com os deveres para fazer. Os desenhos animados para ver. Os brinquedos para arrumar. Sem preocupações. Segue-me.
Sem apressar o passo. Sem sobressaltos. Sem tropeçar. Ou cair. Sem acertar, propositadamente, o teu passo com o meu. Com o teu jeito desajeitado de andar batendo com um pé mais pesadamente no chão do que com o outro. Sem ornamentos no andar. Com naturalidade. Segue-me.
Sem perguntas. Preocupações. Ou ornamentos. Com todos os teus sonhos, botões despregados e jeitos. Esconde-te aqui. Comigo. Onde não há contos de embalar. Onde as mãos não se largam. Onde o medo não nos toca. Onde os rebuçados não fazem mal aos dentes. Onde a velhice só traz beleza e ternura. Sem largar sorrisos. Com os teus brinquedos por arrumar. Sem sobressaltos. Esconde-te aqui. Comigo. Em nós.


Afonso Castelo Branco @ 22:09

Dom, 22/03/09

 

Onde ninguém nos encontrará.
Seguir-te-ei sempre sem nada questionar, pois sei que enquanto as nossas mãos continuarem entrelaçadas, não há mal que nos toque.

Obrigado por tudo, meu Amor.

Amo-te profundamente..

Sabes, temos um segredo. Só nosso. Shhhh...

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

23
25
26
27
28

29
30
31


favorito

Uncensored

Pesquisar