Flá @ 00:05

Qua, 31/12/08

 

              (Quem me contou esta história disse que havia mesmo acontecido…fiquei enternecida e encantada.)
 
               
Esta é mais uma história de encantar, mas esta aconteceu mesmo…é a história de um príncipe indiano e de uma princesinha que usava sapatinhos de boneca e que andava sempre de fita cor-de-rosa…
 
Perdida do mundo e de si mesma, caminhava, sem destino…ao contrário dos outros que procuravam com todas as forças recuperar um Deus que os havia abandonado, ela sabia-o lá, talvez desatento, talvez a mostrar-lhe que um caminho sem direcção levaria sempre a algum lugar, afinal, um caminho será sempre um caminho e levará sempre a algum lugar…para todos os outros era inútil, a incredulidade resistiria mais que a fé porque se apoia nos sentidos. 
 
Conheceram-se num acaso, reencontraram-se num acaso…por vezes as coisas acontecem porque não há como lhes fugir, acontecem porque tem de ser, nem tudo tem de ter uma explicação, as palavras não abraçam tudo, são finitas e não há como inventá-las novas de cada vez que elas nos falham, de cada vez que elas se gastam…eu nunca saberei definir com perfeição sentimentos, sensações, pessoas…
 
Ninguém sabe ao certo quando se apaixonaram, certo é que desde que se reencontraram não mais se largaram, talvez se tenham apaixonado na primeira conversa, talvez tenha sido um amor à primeira vista, os amores à primeira vista são mais que paixões, e, existem mesmo.
 
Nunca tinham andado juntos…ficaram espantados com a facilidade com que se acompanhavam, como se se conhecessem desde sempre, como se nunca tivessem caminhado sem se acompanharem, sentiam um prazer novo de amar como nunca antes, como se tivessem nascido no dia em que se conheceram e se amassem desde então, quando estavam juntos, olhos nos olhos, nada deste mundo ou do outro lhes interessava…
 
Era uma vez, um príncipe indiano e uma princesinha que usava sapatinhos de boneca e fita cor-de-rosa que viveram muito felizes, e conseguiram uma história digna do que eram…tinham já uma história como todos os outros príncipes e princesas, mas o que lhes importava não era isso, shhhh…
 
 
(Bom dia, esta é a história de encantar que tenho hoje para te contar.)



dolce_vita @ 00:05

Ter, 06/01/09

 

Gostei do novo espaço,sempre com textos de muito sentimento e qualidade.E a história é a que todos gostariamos de viver,atinjir a perfeição...
Desejo-te um ano cheio de muitas alegrias e paz.Voltarei a visitar-te
bj
RS


Flá @ 00:31

Ter, 06/01/09

 

É sublime a sensação de que a realidade ultrapassa o sonho, e, eu acredito que é mesmo possível .

Obrigada por visitar o meu novo espaço, tenho dito, e, é mesmo verdade, é bom voltar a receber os amigos, é sempre bom voltar a ouvir as palavras amigas que têm a dar-nos e a critica que têm a fazer-nos, independentemente, de ser boa ou má.

Que este novo ano lhe traga tudo de bom e que consiga alcançar todos os propósitos a que se propõe

As minhas "portas" estarão sempre abertas de par em par para a receber.

beijinho**

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30


favorito

Uncensored

Pesquisar